Convite – UTERUTOPIAS

 

Uterutopias não é a afirmação de um naturalismo feminista da deusa, mas a defesa de um mundo ciborgue, como diria Donna Haraway. O útero como amor incondicional, solidariedades, ternura, renúncia do ego. É o elogio do paraíso perdido, em que Eva é Ivo e Adão e Lilith integrados e fractais partilhando o mesmo vinho, cauim e pão. A serpente é elo e laço de sororidade, em que naturezas mistas dançam e se hibridizam entre faunas, floras e faunos. Voltar ao útero é voltar ao oco do mundo, ao ovo cósmico, integrar Aiê e Orum, Olodumaré e Olokum, é reencontrar Shangrilá, Vallalla e Xanadú. É descer nu no Hades e reencontrar Eurídice canibal e bacante triunfante num santo ornamental sobre o abismo. É a festa cigana, história noturna, terreirada de boi, erezada, exuzada. Com a queda de Adão fomos todos ao chão, disse Marshall Sahlins. A gênese da economia é a economia do Gênesis. Do Éden ao “Capetalismo” feiticeiro e zumbi agonizamos e gozamos errantes rendidos por Adam Smith. Mas essa aura perdida, essa maçã apodrecida encarna na profusão de exclusões, desigualdades, invisibilizações e silenciamentos. Como sair desse gosto de ruína e fim de mundo, restituir expropriações históricas e partilhar outros sensíveis, como sugeriu Jacques Rancière? Como construir trocas outras a inventar o resgate de uma comunhão com Gaia, Omama, Pachamama? Será a alegria, essa prova dos nove como uma gaiatologia? Ou será a guerra? Até quando ficaremos nesse purgatório umbral do século XII de cinismos e fascismos renascidos, brigas tribais, desigualdades na diversidade neste mundo de pós-verdades…? Quando chegaremos na casa XI e seremos aquário, peixes, meu iaiá meu ioiô em borbulhas de amor de Iaras e sexys Iemanjás em que ultrassonografias afetivas nos permitam imaginar uterotopias festivas? Uterutopias é sobre ingenuidades, alianças demoníacas, amores coléricos, gozos sem fim e eternos recomeços. Uter-utopias, utopias totais.

Curadoria: Leonardo Bertolossi

Artistas: Aleta Valente, Analu Cunha, Carlos Contente, Daniela Mattos, Frederico Arêde, Leo Ayres, Lyz Parayzo, Renata Felinto, Rodrigo Alcon Quintanilla, Thelma Villas Boas e Victor Grizzo

Debatedoras: Cíntia Guedes e Nataraj Trinta

Datas: 17 e 18 de março de 2017.
Local: A MESA. Rua Jogo da Bola, 119. Morro da Conceição, Rio de Janeiro-RJ.

Publicado por em 13 de março de 2017.