Aparência vestida e memória: preservação e divulgação do acervo de indumentária da Escola de Belas Artes da UFRJ

Imagem e Cultura

Integrantes relacionados:
Maria Cristina Volpi

Em 2005 foi iniciada a criação do Centro de Referência Têxti/Vestuário um projeto concebido como uma materioteca que visava criar subsídios para o estudo do vestuário e do figurino na Escola de Belas Artes da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Em 2014 o projeto Aparência vestida e memória: preservação e divulgação do acervo de indumentária da Escola de Belas Artes da UFRJ recebeu apoio da FAPERJ para melhoria da guarda e conservação de seu acervo, formado por dois fundos Indumentária Histórica e Trajes de Cena, com cerca de 340 peças. O fundo de indumentária histórica possui atualmente 201 (duzentos e uma) peças de vestuário e acessórios datadas entre o final do século XIX e meados do século XX e o fundo de trajes de cena possui cerca 143 (cento e quarenta e três) peças de figurino, decorrentes de trabalhos desenvolvidos pelos estudantes ao longo de sua formação em atividades de extensão realizadas em parceria com a Escola de Musica/EM e a Escola de Comunicação/ECO e de trabalhos de conclusão do Curso de Artes Cênicas/Figurino. Esses conjuntos continuam em expansão, tanto por meio de doações, quanto por meio das produções artísticas e trabalhos de conclusão de curso desenvolvidos pelos estudantes.