FLUXO INTERROMPIDO A AÇÃO ESTÁTICA DE FRANK QUITELY E GRANT MORRISON

Imagem e Cultura


O estudo apresentado propõe levantar uma série de questões sobre a construção da narrativa visual nas HQs e a maneira como a passagem de tempo é representada. Para tanto será feita a análise da obra do desenhista de quadrinhos Frank Quitely em colaboração com o roteirista Grant Morrison, usando como estudo de caso a série Grandes Astros Superman 01-12, além de outros trabalhos realizados pela mesma equipe. O texto pretende estudar as dinâmicas que ocorrem entre quadros e relacionar a pesquisa acadêmica das HQs com estudos filosóficos e científicos sobre tempo e temporalidade. O objetivo é dessa forma enriquecer a pesquisa proposta, trazendo novos pontos de vista e destacando relações entre tempo, espaço e narrativa nos quadrinhos. Para tanto parte-se da hipótese de que a área denominada por Scott McCloud como sarjeta (gutter) é responsável por processos fundamentais da narrativa visual, de percepção de temporalidade e movimento nas HQs, desenvolvendo esse conceito principalmente através da artrologia, metodologia de Thierry Groensteen, que consiste no estudo das relações entre os quadros e que trabalha o espaço da página como um todo interconectado.

Dissertação – Caetano Borge 2016